Logotype

O site ATIVA CLIMA apresenta conteúdos, recursos e iniciativas para conhecer as causas e consequências das Alterações climáticas. Nesta plataforma,trazemos as alterações climáticas como uma realidade e uma prioridade global, face aos seus impactos presentes e futuros sobre os ecossistemas, a economia e a sociedade.

NÃO TEMOS TEMPO PARA NOS SENTARMOS DE BRAÇOS CRUZADOS ENQUANTO O NOSSO PLANETA ARDE.

VAMOS COMEÇAR A AÇÃO CLIMÁTICA AGORA E JUNT@S!!

A EXPOSIÇÃO 
VAI TER CONTIGO

A EXPOSIÇÃO 
VAI TER CONTIGO

A EXPOSIÇÃO VAI TER CONTIGO é uma das iniciativas que consta das atividades do projeto EC DEAR – “Climate action by European citizens delivers for development”, financiado pela Comissão Europeia. O objetivo principal da iniciativa é sensibilizar, alertar e envolver @s jovens cidadãos/ãs para a ação climática, através de uma exposição sobre esta questão preocupante das alterações climáticas, em relação à qual o futuro não é promissor.

SABER MAIS

VAMOS À

ESCOLA

VAMOS À

ESCOLA

VAMOS À ESCOLA também é uma iniciativa incluída nas atividades do projeto EC DEAR - “Climate action by European citizens delivers for development”, financiado pela comissão europeia. Esta iniciativa de formação e capacitação tem por finalidade desenvolver conceitos fundamentais sobre as alterações climáticas, numa perspetiva multidisciplinar e com foco nos dados atualizados da ciência, através de abordagens integradas e/ou setoriais.

SABER MAIS

FALAMOS COM A COMUNIDADE

FALAMOS COM A COMUNIDADE

Esta iniciativa de divulgação e partilha de informação e conhecimento irá privilegiar a sensibilização, consciencialização e a educação da população para a problemática das alterações climáticas, através de uma conversa que permita que as pessoas se conectem ao tema do clima. Para tal, é preciso haver mais conversas sobre o assunto, o que está a ser feito para resolver essas questões e como essas soluções estão a contribuir para uma melhor qualidade de vida. 

SABER MAIS

DOCUMENTÁRIOS 

E DEBATES

DOCUMENTÁRIOS 

E DEBATES

Esta iniciativa pretende exibir documentários seguidos de debates sobre as alterações climáticas. Os documentários são uma excelente forma de mostrar ao mundo as causas e consequência das Alterações Climáticas e tornaram-se uma das ferramentas mais eficazes para a consciencialização e sensibilização dos diferentes públicos. Nos últimos anos a consciencialização das pessoas para os perigos das alterações climáticas e do aquecimento global aumentou exponencialmente.

SABER MAIS
Destaques
Apoie a Carta Aberta que será entregue na Conferência do Clima (COP27)
Apoie a Carta Aberta que será entregue na Conferência do Clima (COP27)

O objetivo da Carta aberta é amplificar as vozes daqueles que já sofrem os impactos das alterações climáticas. Convidamos cidadãos/ãs a aderir ao apelo para que os países mais ricos e as empresas que mais contribuiram para crise climática assumam a responsabilidade por suas ações - adicionando o seu nome à Carta Aberta. Esta carta será simbolicamente entregue aos Ministros Sharma e Shoukry durante a COP 27, no Egito.

Por isso, é fundamental que as conversações da COP27 sobre alterações climáticas, a serem realizadas entre 6 a 18 de novembro de 2022, disponibilizem um mecanismo financeiro dedicado a ajudar as comunidades da linha da frente a lidar com as perdas e danos que já estão a enfrentar – e que, sabemos, só irão piorar.

O processo dos Jovens portuguesese contra 33 países por inação climática será julgado pela instância mais alta do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos
O processo dos Jovens portuguesese contra 33 países por inação climática será julgado pela instância mais alta do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos

Sim, temos novidades sobre este processo da mais alta importância. O caso dos seis jovens portugueses iniciado em 2020, será julgado pelos 17 juízes da Grand Chamber do Tribunal Europeu. É uma primeira vitória significativa e também representa a importância da questão a ser julgada neste nível, já que há apenas 22 casos em apreciação na Grand Chamber do TEDH, o que corresponde a 0,03% do total de 72 100 casos atualmente em apreciação neste tribunal europeu sediado em Estrasburgo. 

Contexto do caso

Partilharemos aqui um breve resumo do que está em questão. Apoiados pela ONG Global Legal Action Network (Glan), os jovens acusam 33 países, entre eles, a Alemanha, Reino Unido, Rússia e Portugal, de terem falhado em colocar em prática o corte de emissões necessário para proteger seu futuro. O caso se concentra em nações que, segundo os advogados, possuem políticas insuficientes para restringir o aumento da temperatura média global a 1,5 ºC em relação aos níveis pré-industriais, como prevê o Acordo de Paris. 

Os jovens que estão a levar os países a tribunal têm entre oito e 21 anos e vivem em Lisboa e Leiria. Eles argumentam que as alterações climáticas representam uma ameaça crescente a sua vida e ao bem-estar físico e mental. Além de alegar discriminação, o caso invoca argumentos de direitos humanos, como o direito à vida, a um lar e à família.

Saber mais sobre o desenvolvimento deste caso aqui

 

 

 

 

Colaboração com jovens: Participe no inquérito de educação sobre as alterações climáticas
Colaboração com jovens: Participe no inquérito de educação sobre as alterações climáticas

Para garantir que tod@s @s alun@s adquiram conhecimentos, competências, valores e atitudes para enfrentar as alterações climáticas, a UNESCO pretende colaborar com @s jovens para desenvolver diretrizes curriculares em prol da ação climática para os formuladores de políticas, a fim de garantir que a educação climática seja incorporada como um componente curricular central.

Se és um/a jovem entre 12 e 25 anos, conte-nos o que pensa da educação sobre as alterações climáticas e participe do inquérito até 8 de agosto de 2022!

O resultado deste processo será publicado na COP27 no Egito em novembro deste ano e contribuirá para o desenvolvimento da diretriz curricular climática da UNESCO a ser lançada para a COP28 em 2023.

Este site utiliza cookies da Google para disponibilizar os respetivos serviços e para analisar o tráfego. O seu endereço IP e agente do utilizador são partilhados com a Google, bem como o desempenho e a métrica de segurança, para assegurar a qualidade do serviço, gerar as estatísticas de utilização e detetar e resolver abusos de endereço.