Destaques
Apoie a Carta Aberta que será entregue na Conferência do Clima (COP27)
Apoie a Carta Aberta que será entregue na Conferência do Clima (COP27)

O objetivo da Carta aberta é amplificar as vozes daqueles que já sofrem os impactos das alterações climáticas. Convidamos cidadãos/ãs a aderir ao apelo para que os países mais ricos e as empresas que mais contribuiram para crise climática assumam a responsabilidade por suas ações - adicionando o seu nome à Carta Aberta. Esta carta será simbolicamente entregue aos Ministros Sharma e Shoukry durante a COP 27, no Egito.

Por isso, é fundamental que as conversações da COP27 sobre alterações climáticas, a serem realizadas entre 6 a 18 de novembro de 2022, disponibilizem um mecanismo financeiro dedicado a ajudar as comunidades da linha da frente a lidar com as perdas e danos que já estão a enfrentar – e que, sabemos, só irão piorar.

O processo dos Jovens portuguesese contra 33 países por inação climática será julgado pela instância mais alta do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos
O processo dos Jovens portuguesese contra 33 países por inação climática será julgado pela instância mais alta do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos

Sim, temos novidades sobre este processo da mais alta importância. O caso dos seis jovens portugueses iniciado em 2020, será julgado pelos 17 juízes da Grand Chamber do Tribunal Europeu. É uma primeira vitória significativa e também representa a importância da questão a ser julgada neste nível, já que há apenas 22 casos em apreciação na Grand Chamber do TEDH, o que corresponde a 0,03% do total de 72 100 casos atualmente em apreciação neste tribunal europeu sediado em Estrasburgo. 

Contexto do caso

Partilharemos aqui um breve resumo do que está em questão. Apoiados pela ONG Global Legal Action Network (Glan), os jovens acusam 33 países, entre eles, a Alemanha, Reino Unido, Rússia e Portugal, de terem falhado em colocar em prática o corte de emissões necessário para proteger seu futuro. O caso se concentra em nações que, segundo os advogados, possuem políticas insuficientes para restringir o aumento da temperatura média global a 1,5 ºC em relação aos níveis pré-industriais, como prevê o Acordo de Paris. 

Os jovens que estão a levar os países a tribunal têm entre oito e 21 anos e vivem em Lisboa e Leiria. Eles argumentam que as alterações climáticas representam uma ameaça crescente a sua vida e ao bem-estar físico e mental. Além de alegar discriminação, o caso invoca argumentos de direitos humanos, como o direito à vida, a um lar e à família.

Saber mais sobre o desenvolvimento deste caso aqui

 

 

 

 

Colaboração com jovens: Participe no inquérito de educação sobre as alterações climáticas
Colaboração com jovens: Participe no inquérito de educação sobre as alterações climáticas

Para garantir que tod@s @s alun@s adquiram conhecimentos, competências, valores e atitudes para enfrentar as alterações climáticas, a UNESCO pretende colaborar com @s jovens para desenvolver diretrizes curriculares em prol da ação climática para os formuladores de políticas, a fim de garantir que a educação climática seja incorporada como um componente curricular central.

Se és um/a jovem entre 12 e 25 anos, conte-nos o que pensa da educação sobre as alterações climáticas e participe do inquérito até 8 de agosto de 2022!

O resultado deste processo será publicado na COP27 no Egito em novembro deste ano e contribuirá para o desenvolvimento da diretriz curricular climática da UNESCO a ser lançada para a COP28 em 2023.

Junta-te a nós para uma semana de ações durante a Conferência do Oceano da ONU
Junta-te a nós para uma semana de ações durante a Conferência do Oceano da ONU

Na semana de 27 de junho a 1 de julho, junta-te a nós para uma semana de ações durante a Conferência do Oceano da ONU e, no dia 29 de junho às 18:00 no Parque das Nações, para a Marcha Azul pelo Clima! Vamos fazer ouvir em Lisboa e em todo o mundo que “salvar o oceano é salvar o clima”!

Um oceano saudável, resiliente e bem governado é um contributo essencial para revertermos a crise climática e garantir uma transição energética e social justa e um nível de vida decente para todos os habitantes do planeta. É também através do oceano que podemos começar a pôr fim ao sistema político e económico construído sobre a desigualdade e a injustiça. Nunca é demais lembrar: o oceano pertence e beneficia toda a humanidade!

 - A marcha será realizada no dia 29 de Junho, quarta-feira, às 18h00. Ponto de encontro: saída da Gare do Oriente. Vamos marchar até a Altice Arena.

Mais informações em: https://salvaroclima.pt/?fbclid=IwAR13g213kpwrOpQaLtMhJHByJOChKY3JHNyHXUZ0meFFAsQmbk0ogO7ziVk

 

 

Workshop online de artivismo
Workshop online de artivismo

O workshop será realizado em Inglês e online. Nos dias 1 e 7 de junho entre as 5-7pm (Portugal)/ 6-8pm CEST.

Durante o workshop serão partilhados exemplos inspiradores de ação de Arte do coletivo Cultura Livre de Fósseis, bem como suas táticas, princípios e métodos de ativismo artístico. Os participantes aprenderão como usar o artivismo estrategicamente para projetar suas ações contra a propaganda de combustíveis fósseis e irão preparar-se para implementar seus aprendizados numa semana de ação para #BanFossilAds em junho.

O workshop é realizado em colaboração com Fossil Free Culture NL e Greenpeace. 

Maiores informações e inscrições em: https://www.themovementhub.org/events/artivism/

 

Lançamento do Ativa e emergência climática
Lançamento do Ativa e emergência climática

Esta semana decorre o lançamento do projeto Ativa ClimACT e o Jornal o Público publicou uma série de artigos sobre o projeto e a urgência da luta climática.

O projeto conta com um site sobre as alterações climáticas e um quiz que são novas ferramentas para o envolvimento na ação pelo clima. Através dos conteúdos diretos e visualmente apelativos, o projeto compila uma variedade de fontes credíveis com informações sobre as alterações climáticas. Há também um guia para o ativismo que ajuda @s jovens a iniciarem o ativismo climático.

Consultar mais informações em: https://www.publico.pt/2022/05/12/azul/opiniao/emergencia-climatica-voz-jovens-tempo-2005614 

ATIVA está no ar para mobilizar os jovens na luta pelo planeta
ATIVA está no ar para mobilizar os jovens na luta pelo planeta

ATIVA CLIMA é o website do projeto CLIMACT- Climate action by European citizens delivers for development (em português, Ação climática por parte dos cidadãos/ãs europeus contribui para o desenvolvimento).

O ATIVA CLIMACT estará presente no 7º Encontro Nacional pela Justiça Climática
O ATIVA CLIMACT estará presente no 7º Encontro Nacional pela Justiça Climática

“A ZERO, parceira do projeto CLIMACT- Climate action by European citizens delivers for development, estará presente na 7.ª edição do Encontro Nacional pela Justiça Climática (ENJC) entre 11 - 12 de fevereiro de 2022, em Lisboa.

Sabias que... Portugal já tem uma Lei de Bases do Clima?
Sabias que... Portugal já tem uma Lei de Bases do Clima?

A Lei de Bases do Clima, n.º 98/2021, foi publicada em 31/12/2021, através da qual são definidas as bases da política do clima e expressamente reconhecida a situação de emergência climática, bem como o  direito ao equilíbrio climático. Esta legislação é fundamental para firmar e alinhar a política climática nas próximas décadas com os objetivos do Acordo de Paris.

Este site utiliza cookies da Google para disponibilizar os respetivos serviços e para analisar o tráfego. O seu endereço IP e agente do utilizador são partilhados com a Google, bem como o desempenho e a métrica de segurança, para assegurar a qualidade do serviço, gerar as estatísticas de utilização e detetar e resolver abusos de endereço.